Alimentação e qualidade de vida: tentando acertar

Nos dias de hoje, a maioria das pessoas está adquirindo consciência da importância de uma alimentação equilibrada para a saúde e a qualidade de vida.

Dietas, regimes, vegetarianismo, veganismo, intolerância à lactose e ao glúten, gorduras trans, alergias alimentares variadas. Recentemente, passamos a ouvir falar destes tópicos com muita frequência e consequentemente, atenção especial tem sido dada cada vez mais a alimentação e aos hábitos saudáveis em nosso dia a dia.

O perigo vem quando, na tentativa de nos alimentarmos corretamente, consumimos e oferecemos aos nossos filhos alimentos que pensamos ser saudáveis, que se apresentam no mercado ‘mascarados’ de saudáveis, mas na realidade não são. Quer alguns exemplos? Cereais de café da manhã e margarina. Vou me concentrar hoje nos cereais matinais e em um próximo post quero falar sobre a margarina.

Alguns cereais de café da manhã são um bom exemplo de um marketing bem feito, com lindos mascotes e embalagens atrativas para crianças. Você sabia que a ‘febre’ de consumir cereais no café da manhã surgiu no início do seculo XX, por volta de 1906? Fabricantes da época, com o intuito de alavancar as vendas, lançaram extensivas campanhas de marketing para convencer os consumidores de que seu cereal seria o ‘alimento perfeito no café da manhã’, em substituição ao desjejum à base de carnes que era diariamente consumido. Para atrair o público infantil, criaram-se os mascotes.

Porém, dando uma rápida olhada na tabela nutricional e lista de ingredientes de dois dos mais famosos cereais matinais, o que podemos concluir?

cereal 1     cereal 2

Estes produtos são compostos basicamente de milho ou trigo e açúcar, muito açúcar! Observem: em 30g de produto, 12g são de açúcar, ou seja, quase 50%. E o restante? Os outros 50% só podem ser coisa boa, não? Não! O restante é puro amido, seja ele vindo do milho ou do trigo!

Os outros nomes bonitinhos que vemos na lista de ingredientes – ácido ascórbico, niacina, ferro, zinco, entre outros, são vitaminas e minerais adicionados ao produto artificialmente, apenas para torná-lo mais atrativo comercialmente e teoricamente menos lixo para nossa saúde. Mas será que tal adição realmente os torna menos lixo? Existem controvérsias sobre a correta absorção destes nutrientes pelo nosso organismo quando consumidos desta forma. Eu, sinceramente, prefiro suprir vitaminas e minerais na nossa alimentação de forma natural, através de frutas, verduras e legumes.

Ou seja, aquela linda (e cara!) caixa de cereal matinal que você consome e oferece a seu filho todos os dias não passa de açúcar e amido.

Portanto, se buscamos melhorar a qualidade de nossa alimentação, devemos estar mais atentos ao que consumimos e ao que oferecemos para nossos filhos consumirem. A leitura dos rótulos e das tabelas nutricionais é muito importante. Na dúvida, produtos naturais, não processados e frescos serão sempre a melhor opção!

Fontes:

www.melhorcomsaude.com

http://loquedicelacienciaparadelgazar.blogspot.co.uk/2012/02/comida-basura-cereales-infantiles.html?_sm_au_=iFHHH7J2bv6PQPwr

http://www.seriouseats.com/2015/03/history-of-breakfast-cereal-mascots.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s